fbpx
16 out

Vibração do concreto: tipos de vibradores e como devem ser utilizados

A vibração do concreto, chamada também de adensamento, é um processo fundamental na obtenção de um concreto denso e compacto. Através dela, diminui-se o número de vazios e de bolhas de ar e também se obtém a melhor acomodação dos agregados graúdos. 

O adensamento deve ser feito com equipamentos específicos, pois diferentes consistências demandam diferentes vibradores, e, neste cenário, existem vários tipos de equipamentos disponíveis.

Na sequência deste texto, a Tecnomor apresenta e fala um pouco mais sobre os principais tipos de vibradores de concreto, explicando como cada um deles funciona. Boa leitura!

 

Principais tipos de vibradores

 

Vibrador de imersão

Começamos com o equipamento mais utilizado da lista: o vibrador de imersão. Ele costuma contar com uma fonte de energia, um eixo flexível — conhecido como mangueira — e uma cabeça vibrante chamada de agulha.

Esses vibradores funcionam através de rotações, sendo que a agulha é cravada de maneira perpendicular à massa, de forma que o vibrador penetre mais ou menos 10 cm na camada subjacente de concreto. Dependendo da trabalhabilidade do concreto, a vibração pode ter de 5 a 30 segundos.

 

Régua vibratória

Enquanto o anterior trata-se de um método interno, este e os dois próximos fazem parte de um grupo que chamamos de vibradores de superfície. A régua vibratória é um equipamento muito utilizado para adensar lajes, pisos e qualquer outra superfície plana.

Ela funciona exatamente como uma régua, deslizando pelo concreto ao mesmo tempo em que o adensa, nivela e dá acabamento.

 

Plataforma vibratória

Apesar de um pouco diferente na composição, a plataforma vibratória tem a mesma função que a régua — servindo para a vibração do concreto em pisos e lajes.

 

Máquina vibroacabadora

As máquinas vibroacabadoras são as famosas pavimentadoras de concreto. Elas fazem um trabalho similar às anteriores, porém com o diferencial de que elas despejam o concreto na superfície ao mesmo tempo em que fazem o nivelamento e o adensamento.

Outro diferencial deste tipo de vibrador é o alto desempenho que ele possui — o que o faz ser recomendado para obras de maior porte, como a pavimentação de grandes áreas.

 

Mesa vibratória

A mesa vibratória é o primeiro exemplo de vibrador de concreto que faz parte do grupo que chamamos de externo. O equipamento trata-se de uma mesa em que colocam-se as peças de concreto que precisam ser adensadas — e, então, ela vibra para realizar o processo.

A aplicação mais comum da mesa vibratória é nas indústrias de pré-moldados de concreto, especialmente na produção de pisos, vigas menores e outras peças similares.

 

Vibrador de parede de fôrma

Também usados nas indústrias de pré-moldados, estes vibradores são um pouco diferentes do anterior. Como o próprio nome já sugere, ele costuma ser acoplado às paredes da fôrma em que a peça é produzida, normalmente com o auxílio de parafusos.

Uma vez na parede do molde, ele vibra e transmite essas vibrações para o concreto através das paredes.

 

Rolo compactador vibratório

Por fim, trouxemos o rolo compactador vibratório. Ele é um veículo usado para compactar um concreto de consistência mais seca, o Concreto Compactado a Rolo (CCR).

Sua aplicação é bem específica: ele é utilizado na construção de barragens e pistas para carros e aeronaves.

 

E você, já conhecia quais destes tipos de vibradores? Gostou de saber mais a respeito da vibração do concreto? Caso queira continuar recebendo conteúdo, não deixe de seguir a Tecnomor no Facebook e no Instagram!

NEWSLETTER

Receba nossas novidades e conteúdos por e-mail.