Indústria 4.0 é um assunto que está em alta. Muito utilizado em diversos artigos de órgãos renomados como a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o termo foi um dos principais responsáveis pelo surgimento de outro conceito, o qual abordaremos hoje: a Construção 4.0.

Se você gosta de estar a par dos últimos avanços do setor da construção civil ou já ouviu falar em algumas destas duas expressões e quer entender melhor o que elas significam, o texto que a Tecnomor preparou hoje foi feito pensando especialmente em você!

Continuando a leitura abaixo você saberá um pouco mais sobre a Indústria 4.0 num geral, a Construção 4.0, os desafios para sua implementação e como ela pode ser aplicada à realidade brasileira. Confira!

 

O que é Indústria 4.0

Para que se entenda perfeitamente a Construção 4.0, é preciso primeiramente deixar claro o que é a Indústria 4.0. Também chamada por muitos de “A Quarta Revolução Industrial”, o progresso que ela traz é apresentado em diversos setores por meio da digitalização de técnicas e outros processos.

Seguindo o exemplo de todas as outras revoluções industriais da história da humanidade, a Indústria 4.0 tem como principal característica um aumento considerável na eficiência e na produção. A grande diferença é que, enquanto revoluções anteriores foram marcadas pela invenção e aprimoramento de máquinas, esta usa a internet para otimizar serviços.

Tal otimização ocorre graças ao gerenciamento de informações. Todos os dados coletados digitalmente, em conjunto com análises de profissionais competentes, podem ser usados no estudo de melhorias e redução de falhas. As melhorias permitem que custos sejam cortados e passos fiquem mais rápidos, qualificando a revolução.

 

A Construção 4.0

Neste cenário, a Construção 4.0 surge como a ramificação da Indústria 4.0 na construção civil. Ainda que o modelo já esteja consolidado em outras áreas, como a automobilística, sua presença em processos de obras ainda passa pelas primeiras crescentes. Sua inclusão tem sido feita aos poucos, de acordo com as tecnologias de cada país.

As ações fundamentais de aplicação tecnológica digital no setor podem ser observadas com facilidade, sendo algumas delas:

  • simulações de projetos em 3D;
  • automação no canteiro de obras;
  • análise de mais propostas comerciais;
  • rastreabilidade de materiais;
  • gestão de projetos com software.

 

Aplicação da Construção 4.0 no Brasil e seus desafios

Quanto ao uso das tecnologias no setor brasileiro, boa parte dos dados disponíveis ainda são um pouco confusos.

Enquanto um estudo realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que o Brasil ainda não assimilou o conceito 4.0, dados recolhidos pelo Centro de Tecnologia e Edificações (CTE) mostram que cerca de 800 empresas estão utilizando pelo menos uma tecnologia considerada 4.0.

Vale citar, no entanto, que a maioria destas empresas está inserida nas áreas de tubos e conexões, revestimentos e porcelanatos.

Não é difícil entender o motivo por trás do contraste dos dados citados. Ao mesmo tempo em que softwares e outras tecnologias podem ser aplicadas rapidamente, todas elas pedem treinamentos complexos. A falta de experiência profissional deste tipo é apontada como a maior dificuldade de diferentes empresas, fazendo com que o rendimento não cresça tanto quanto deveria.

 

Tecnologias não param de surgir e cada uma delas contribui para o setor de uma maneira diferente. Quer ficar por dentro de tudo que há de novo no mercado da construção civil? Acompanhe a Tecnomor no Facebook e no Instagram!