fbpx
30 jun

Conheça os tipos de cimento Portland

Desde a primeira metade do século 19, quando passou a fazer parte da história do cimento, o cimento Portland passou a ser o padrão da indústria. Suas propriedades fazem com que ele seja o material mais adequado para a produção de concreto. No entanto, como algumas construções têm particularidades que exigem tipos de concreto específicos, passa a ser necessário usar diferentes tipos de cimento Portland, cada um com características distintas.

Mas você faz ideia de quantos tipos de cimento Portland existem? De acordo com o portal da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland), temos 8 tipos disponíveis no mercado. Neste texto, a Tecnomor te apresenta cada um deles, mostrando o que diferencia cada um e para quais casos eles são indicados.

Acompanhe!

 

Todos os tipos de cimento Portland

 

1. Cimento Portland Comum (CP I)

Começando com o mais básico, temos o cimento Portland comum, também conhecido como CP I. Ele leva o nome “comum” pois não conta com nenhum tipo de aditivo além do gesso, que serve para retardar a pega e dar mais tempo para a aplicação.

Seu custo é alto e a resistência é baixa, sendo o cimento menos usado e indicado da lista. Por ser o material mais básico, é recomendado apenas para obras simples em que o concreto não precisa de nenhuma propriedade especial.

 

2. Cimento Portland Composto (CP II)

É no CP II que as propriedades começam a mudar, ficando mais específicas e direcionadas a determinadas obras. Ele conta com adições além do gesso, podendo ser encontrado em 3 versões:

  • CP II-E – Cimento Portland Composto com Escória: Tem a adição de escória e se diferencia por ter um calor de hidratação menor, liberando menos calor quando entra em contato com a água;

 

  • CP II-Z – Cimento Portland Composto com Pozolana: Tem a adição de pozolana, o que diminui a permeabilidade do cimento e o torna ideal para obras subterrâneas ou que fiquem em contato constante com água;

 

  • CP II-F – Cimento Portland Composto com Fíler: Por fim, tem a adição de fíler, um material carbonático que o deixa resistente e versátil — indicado para aplicações gerais que exijam resistência.

 

3. Cimento Portland de Alto-Forno (CP III)

O CP III é semelhante a um dos tipos de CP II. Assim como o CP II-E, também tem a adição de escória de alto-forno. No entanto, o que muda aqui é a quantidade: a escória representa de 35% a 70% do total da massa do cimento.

Como consequência, suas principais características são alta durabilidade, baixo calor de hidratação, alta resistência à expansão e resistência a sulfatos. Além de obras convencionais, é o mais recomendado para projetos em meios agressivos, como barragens e pistas de aeroportos.

 

4. Cimento Portland Pozolânico (CP IV)

Da mesma forma que o anterior, o CP IV é similar a um tipo de CP II: o CP II-Z. A semelhança também está no principal aditivo: a pozolana. Com ela, o concreto produzido obtém maior resistência à compressão e durabilidade.

O concreto produzido com CP IV tem baixa porosidade, fazendo com que seja perfeito para projetos submetidos a grandes variações de temperatura.

 

5. Cimento Portland de Alta Resistência Inicial (CP V-ARI)

Você já viu a resistência sendo um atributo em alguns dos tipos de cimento Portland citados neste texto. Mas, neste quesito, nenhum se compara ao CP V-ARI. Ele não possui adições como os anteriores, mas sim um processo de dosagem e fabricação diferenciado, com maiores quantidades de calcário e argila.

Isso faz com que o concreto produzido a partir deste cimento tenha alta resistência inicial, ou seja, ganhe resistência em menos tempo que os outros. É o mais recomendado para a fabricação de pré-moldados.

 

6. Cimento Portland Resistente a Sulfatos (RS)

Este cimento volta a contar com o uso de adições. Aqui, eles servem para deixar o concreto resistente à ação de sulfatos. Os materiais sulfatados estão presentes em redes de esgoto, ambientes industriais e água do mar.

Sendo assim, o concreto feito para construções que tenham contato constante com água do mar ou que estejam em redes de esgoto deve usar este cimento.

 

7. Cimento Portland de Baixo Calor de Hidratação (BC)

A principal propriedade do BC é a de retardar o desprendimento de calor em estruturas de concreto massa. Com isso, evita-se o aparecimento de fissuras de origem térmica.

O concreto feito com este cimento tem grande durabilidade e é resistente a altas temperaturas.

 

8. Cimento Portland Branco (CPB)

Encerrando os tipos de cimento Portland, temos o CPB. Como o próprio nome sugere, ele é conhecido por ter a coloração branca. Este efeito é obtido por dois motivos: a utilização de matérias-primas com baixo teor de manganês e ferro e aplicação de caulim no lugar da argila.

A aplicação estrutural deste cimento não é comum. Ao invés disso, ele é muito usado como rejunte de peças cerâmicas.

 

E você, já conhecia todos esses tipos de cimento Portland? Caso tenha gostado de ler mais sobre o assunto, saiba que nós estamos sempre publicando conteúdo. Para não perder nada, é só seguir a Tecnomor no Facebook e no Instagram!

NEWSLETTER

Receba nossas novidades e conteúdos por e-mail.