A alta qualidade dos blocos de concreto é essencial para que eles cumpram suas funções e não apresentem problemas. Um bloco que atende os requisitos mínimos de qualidade deve ter, entre outras características, baixa absorção de água e alta resistência à compressão e à abrasão.

Todos os blocos devem seguir os parâmetros de qualidade exigidos pela norma NBR 12118, porém, os métodos descritos por ela, exigem que as peças estejam curadas para realização dos testes. Há, contudo, algumas práticas simples que podem ser realizadas durante o período de fabricação das peças e podem ajudar a garantir um ótimo resultado.

Pensando nisso, e para que você tenha uma maior facilidade ao garantir a qualidade dos seus blocos de concreto, a Tecnomor trouxe algumas dicas! Todos os testes e orientações que você verá abaixo são ótimos para identificar com antecedência se os produtos poderão atuar como o recomendado, servindo como uma boa segunda opção de checagem.

Contudo, não esqueça que a palavra final a respeito do nível de qualidade só deve ser dada de acordo com as normas estabelecidas nacionalmente. Os métodos descritos a seguir podem ser usados como práticas complementares. Quer aprender a conferir a produção e a qualidade de blocos de concreto? Então continue a leitura abaixo!

 

Dicas para avaliar a qualidade de blocos de concreto durante a fabricação

 

1. Permeabilidade à água

Este é um teste extremamente simples e que exige, além da peça, somente um pouco de água. Ele é feito para avaliar se os blocos possuem a compactação adequada. Não existem mistérios aqui: basta derramar uma pequena quantidade de água na superfície horizontal do bloco e observar a absorção do líquido.

Para blocos com resistência acima de 10 MPa a água deve permanecer na superfície praticamente sem penetrar, para blocos abaixo dessa resistência quanto mais devagar ela for, melhor, porém não menos de 5 segundos. Isso porque se a velocidade de absorção da água for alta, a quantidade de vazios na peça é maior. Uma quantidade grande de vazios significa uma resistência mais baixa, o que faz com que a qualidade do produto não seja a desejada.

Para estes casos é necessário avaliar o traço e a umidade da mistura. Respeitando um limite pré-estabelecido pelo equipamento utilizado, quanto mais água for usada, melhor o adensamento e, consequentemente, maior a resistência.

 

2. Formação de estrias

Esta avaliação é tão simples se não ainda mais — quanto a anterior, pelo fato de ela ser estritamente visual. Observe a lateral dos blocos de concreto e verifique se estrias verticais se formaram. Se sim, ótimo! Isso quer dizer que a peça foi bem adensada e a sua umidade está dentro do padrão.

A formação destas estrias acontece quando os vazios no interior do bloco são preenchidos por completo — consequência da fuga da pasta para a parte externa da peça. As estrias se formam com a subida do molde, causada pela fuga.

 

3. Definição das arestas

A análise das arestas da peças durante a fabricação é outro indicativo de qualidade. Arestas irregulares indicam concreto com poucos finos ou água insuficiente para a mistura necessária para coesão e compactação do concreto. Já peças com arestas bem definidas indicam misturas com boa compactação e umidade ótima.

 

Estes são alguns dos métodos de avaliação da qualidade de blocos de concreto. Gostou do texto que a Tecnomor trouxe para você hoje? Para garantir peças que cumpram suas funções, é preciso utilizar bons aditivos e desmoldantes, e a Tecnomor pode te ajudar com isso! Conheça nossa linha de produtos e veja como deixar seus artefatos de concreto ainda melhores!