fbpx
17 abr

Resultados comprovados: a eficiência do desmoldante em emulsão aquosa

Muitos são os componentes usados na produção de artefatos de concreto. Além do próprio cimento, dos agregados e dos aditivos, uma parte altamente importante e que jamais pode ser negligenciada é o desmoldante. Utilizar um produto de qualidade, como um desmoldante em emulsão aquosa, por exemplo é um aspecto que pode fazer toda a diferença no resultado de uma peça.

Foi pensando nisso que a Tecnomor preparou mais um texto a respeito dos desmoldantes em emulsão aquosa, agora apresentando os resultados de um teste comparativo com outro tipo de produto. Na sequência, nós relembramos o papel que o desmoldante tem em uma produção e mostramos, na prática, como o desmoldante em emulsão aquosa pode fazer toda a diferença.

Boa leitura!

 

Entendendo o papel do desmoldante

A função de um desmoldante é bem simples. Ele serve para criar uma camada entre a fôrma e o concreto. Dessa forma, ele impede a aderência entre o concreto e a fôrma, facilita o desmolde, permite que a fôrma seja utilizada mais vezes e aumenta a qualidade da peça, diminuindo a quantidade de bolhas na superfície e melhorando seu aspecto no geral.

Outras características que um desmoldante precisa ter são fácil aplicação e manuseio e limpeza da fôrma facilitada, contribuindo para a agilidade do processo produtivo, além de não ser prejudicial à saúde dos funcionários que o usam.

Assim, um desmoldante em emulsão aquosa de boa qualidade cumpre todos os requisitos citados e ainda apresenta um custo muito baixo quando comparado aos demais. O fato do produto ser diluído em água proporciona grande economia, sendo um grande atrativo para optar por este tipo de desmoldante.

 

Teste Comparativo: Desmoldante em emulsão aquosa x Outro desmoldante

Apesar de tudo que falamos e de outros materiais que elaboramos para explicar sobre os desmoldantes em emulsão aquosa, sabemos que é na prática que sua eficácia deve ser comprovada. Assim, somos enfáticos em afirmar que, seguindo corretamente as instruções de diluição e aplicação, os desmoldantes da linha Oleomix-70 da Tecnomor apresentam ótimos resultados.

E, para deixar isso ainda mais claro, abaixo nós trouxemos e explicamos imagens de um teste comparativo entre o desmoldante Oleomix-70 e outro desmoldante concorrente, que demonstram visualmente suas diferenças.

Na esquerda, utilizamos o desmoldante em emulsão aquosa Oleomix-70, e na direita um outro desmoldante concorrente. A imagem mostra a mesma fôrma, com cada metade com um dos produtos. O teste realizado na mesma peça, passando pelo mesmo processo de concretagem e cura permite uma comparação mais fiel dos resultados de cada produto:

 

 

Nesta segunda imagem pode-se ver que a aplicação do concreto foi feita da mesma maneira em toda a fôrma, não influenciando, assim, nenhum dos dois tipos de desmoldantes:

 

 

Já a imagem abaixo mostra como as peças ficaram no momento do desmolde. Fica claro como do lado esquerdo, onde usamos o Oleomix-70, as peças estão mais claras e com uma quantidade menor de bolhas.

 

 

Veja também, em outra imagem aproximada da peça com o desmoldante em emulsão aquosa Oleomix-70, como é possível verificar um ótimo acabamento superficial.

 

 

Enquanto que, na aproximação da peça com outro desmoldante, é possível notar claramente uma peça mais escura e com várias bolhas na superfície:

 

 

Gostou de ver os resultados de forma visual? O uso de desmoldantes em emulsão aquosa ainda enfrenta grande preconceito, muito por falta de informação. Os produtos sofrem aprimoramentos constantemente, e o caso de desmoldante não é diferente. Entre em contato conosco, solicite sua amostra e comprove a eficácia da linha Oleomix-70!

NEWSLETTER

Receba nossas novidades e conteúdos por e-mail.